Interpretação de texto: Imigração japonesa – 8º ano

Interpretação de texto: Imigracao japonesa - 8º ano

    Atividade de interpretação de texto, indicada para os alunos do 8º ano, visa ao desenvolvimento de diferentes habilidades de leitura e à análise de variados recursos linguísticos. As questões baseiam-se no texto que trata da imigração japonesa no Brasil. 

    Você pode baixar esta atividade de português em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.



 

 

    Faça o download desta atividade em:

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:     

Leia:

Quais alimentos foram trazidos ao Brasil pelos japoneses?

    Pensou em um festival de sushis e sashimis? Pense maior. No total, os japoneses trouxeram mais de 50 tipos de alimentos ao Brasil. Os primeiros provavelmente foram as variedades de caqui doce e a tangerina poncã, que chegaram nos anos 20. Mas foi a partir da década de 1930 que a maioria dos novos gêneros aportou por aqui.

    O cenário era favorável aos agricultores japoneses: comprando ou arrendando lotes de terras das fazendas cafeeiras falidas após a crise da Bolsa de Nova York, os pequenos proprietários dedicaram-se a uma variedade de culturas que não eram populares no Brasil. Muitos imigrantes traziam mudas junto com suas bagagens nos navios.

    Foi o caso do morango e até mesmo de um tipo de fruta insuspeita: a uva-itália, que apesar de ser italiana, como o nome entrega, pintou no Brasil por mãos japonesas, na década de 1940. A coisa era mais fácil quando vinha por meios oficiais, via acordos de cooperação entre os dois países. De tempos em tempos, o governo nipônico liberava sementes para cultivo no Brasil, como as da maçã Fuji, em 1971. Junto com as comidas “inéditas”, os japoneses trouxeram técnicas para ampliar a escala de produção de gêneros alimentícios já presentes no país, mas ainda restritos ao esquema de fundo de quintal, como a alface, o tomate, o chá preto, a batata e o emblemático exemplo da produção de frangos e ovos.

    A avicultura brasileira apenas ensaiava um voo de galinha até a década de 1930. A atividade só decolou de vez com a importação de aves-matrizes do Japão e com a experiência dos imigrantes japoneses nas granjas.

“Revista Superinteressante”. Edição 246 – dez. 2007. p. 59.

 

Questão 1 – Identifique o objetivo de que escreveu o texto:

  

 

Questão 2 – Assinale a passagem que apresenta os alimentos que foram trazidos pelos imigrantes japoneses ao Brasil:

a) a alface, o morango e o chá preto.

b) o tomate, a alface e a tangerina poncã.

c) a batata, variedades de caqui doce e a alface.

d) variedades de caqui doce, a tangerina poncã, morango e uva-itália.

 

Questão 3 – De acordo com o texto, os imigrantes japoneses desempenharam um papel importante no aprimoramento da avicultura brasileira. Explique:

  

 

Questão 4 – Marque o momento que evidencia a fala direta do autor com o leitor:

a) “Pensou em um festival de sushis e sashimis? Pense maior.”

b) “Mas foi a partir da década de 1930 que a maioria dos novos gêneros aportou por aqui.”

c) “A coisa era mais fácil quando vinha por meios oficiais, via acordos de cooperação entre […]”

d) “A avicultura brasileira apenas ensaiava um voo de galinha até a década de 1930.”

 

Questão 5 – Há traço da linguagem informal em:

a) “No total, os japoneses trouxeram mais de 50 tipos de alimentos ao Brasil.”

b) “[…] os pequenos proprietários dedicaram-se a uma variedade de culturas […]”

c) “[…] a uva-itália, que apesar de ser italiana, como o nome entrega, pintou no Brasil […]”

d) “De tempos em tempos, o governo nipônico liberava sementes para cultivo no Brasil […]”

 

Questão 6 – No trecho, “Mas foi a partir da década de 1930 que a maioria dos novos gêneros aportou por aqui.”, a conjunção grifada estabelece uma relação de:

a) conclusão

b) adição

c) causa

d) oposição

 

Questão 7 – No segmento “Muitos imigrantes traziam mudas junto com suas bagagens nos navios.”, o verbo em destaque indica um fato:

a) que está acontecendo.

b) em realização no passado.

c) totalmente concluído.

d) que poderia ocorrer.

 

Questão 8 – Em “De tempos em tempos, o governo nipônico liberava sementes para cultivo no Brasil […]”, a vírgula separa:

a) um aposto

b) um adjunto adverbial

c) um vocativo

d) um adjunto adnominal

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *