Interpretação de texto: Depoimento e música – 8º ou 9º ano

Interpretação de texto: Depoimento e música - 8º ou 9º ano

    Atividade de Português, voltada a estudantes do 8º ou 9º ano do ensino fundamental, com exercícios de leitura e  interpretação de texto multimodal, música: Beijo é bom – Sandy e Junior e “depoimentos pessoais”.

    Esta atividade de língua portuguesa está disponível para download em modelo editável do Word, pronto para impressão em PDF e também a atividade respondida.



 

 

    Baixe esta atividade em:

 

 

ESCOLA:                     DATA:

PROF:                         TURMA:

NOME:

Gêneros textuais: Depoimento e Música

Texto I – Beijo é bom- Sandy e Junior

 

Eu quero mais que um

Mais que mil e mil e um 

Um beijo é muito bom

Mais que mil é mais que bom

 

Um beijo quando é dado

Tem que ser apaixonado

Pode ser até roubado

Esteja onde estiver, é bom né?

 

Beijo bom de fruta

Ou beijo de café

Não importa tanto assim

Pode ser chicle

Depende o jeito

Pra me agradar

Tem que ter respeito

Quando me beijar

Eu quero mais que um

Mais que mil e mil e um

Um beijo é muito bom

Mais que mil é mais que bom

Um beijo quando é dado

Tem que ser apaixonado

Pode ser até roubado

Esteja onde estiver, é bom né?

Quem souber amar, me leva

Nada de enganação

Beijo sem amor não serve

Vem, que leva um não

Quem souber amar me leva

Tem que ser assim

Eu tenho juízo, sei cuidar de mim

Eu quero mais que um

Mais que mil e mil e um

Um beijo é muito bom

Mais que mil é mais que bom

 

Se no pensamento vem

Lembranças de alguém

Se o amor não resistir

Ligue então pra mim

Olha só o que o beijo faz

A gente gosta e corre atrás

No começo é muito bom

Mas é melhor no fim

Eu quero mais que um

Mais que mil e mil e um

Um beijo é muito bom

Mais que mil é mais que bom

Um beijo quando é dado

Tem que ser apaixonado

Pode ser até roubado

Esteja onde estiver, é bom né?

https://www.letras.mus.br/sandy-e-junior-musicas/144502/

 

Texto II – Ø ρriмєirø bєijø

“ Meu primeiro beijo aconteceu no ano passado, quando eu tinha 14 anos. Eu gostava muito do Mateus, um garoto da minha sala, mas nunca tinha beijado e tinha medo de ficar com ele e fazer tudo errado. Numa balada, conheci o Lucas, um amigo dele, muito legal. Conversamos e ficamos meio interessados um no outro. Depois disso acabamos nos encontrando várias vezes e ficamos amigos. Certo dia, acabamos nos beijando, depois de uma conversa sobre ter medo de beijar. Foi muito estranho. Nenhum de nós sabia direito o que fazer. E acho que nenhum de nós conseguiu curtir muito porque não sabíamos bem o que estávamos fazendo. De verdade, achei que foi um beijo molhado demais. Ficamos muito sem graça depois disso e combinamos que não ia rolar de novo. No final das contas , foi meio triste porque eu gostava mesmo era do Mateus e percebi que acabei beijando o Lucas porque queria tentar aprender como beijar direito para não fazer feio com o garoto de quem eu gostava de verdade. Com essa bobagem ,acabei perdendo a chance de dar meu primeiro beijo em quem eu gostava de verdade.”

A.C. – São Paulo.


Questões

Após ouvir a música e ler o texto II responda:

1) Segundo o texto I, o beijo pode ser dado de qualquer maneira? Explique.

 

 

2) O eu lírico do texto I diz que “beijo é muito bom”, porém há algumas restrições para que esse beijo seja realmente apreciado? Cite exemplos.

 

 

3) Você concorda com a afirmação que o  eu lírico faz no texto I que: “Beijo sem amor não serve…”? Comente.

 

 

4) O texto I é uma música da antiga dupla Sandy e Junior  e o texto II apresenta um depoimento pessoal que foi publicado em uma revista online para jovens. O que os dois textos tem em comum? Explique.

 

 

5) É possível saber o verdadeiro nome da autora do texto “O primeiro beijo”? Por quê?

 

 

6) O que está sendo relatado no texto II? Explique.

 

 

7) De acordo com a personagem do texto II, porque a experiência do primeiro beijo foi estranha? Explique.

 

 

8) Ao analisarmos o depoimento da personagem do texto II quando diz que ,  a experiência do primeiro beijo “foi estranha” com as afirmações do texto I. O que faltou para que a experiência do primeiro beijo fosse boa e interessante?

 

 

9) Você acha que há vantagem ou importância em relatar nossas experiências de vida? Por quê?

 

 

10) Há muitos tipos de relatos de experiências de vida: os que falam de acontecimentos mais íntimos, os que relatam acontecimentos da vida profissional, os que contam apenas um episódio ou os que falam de vários acontecimentos que marcaram uma fase da vida da pessoa. Agora é sua vez de preparar um depoimento sobre o tema abordado na música e no texto II. Também pode ser uma experiência do primeiro amor ou um “mico” que você tenha vivido na frente do seu amor. Não é necessário escrever seu nome. Quando toda a turma terminar vocês poderão preparar um painel na sala de aula, onde serão colocados todos os “micos” ou os depoimentos mais sentimentais.

 

Boa produção!

 

 

Por Rosiane Fernandes Silva – Graduada em Letras

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *