Interpretação de texto: Embaixo da ponte, sem número – 7º ano

      Interpretação de texto direcionada aos estudantes do 7º ano, objetivando o aprendizado do gênero notícia. O texto utilizado nesta atividade é “Embaixo da ponte, sem número”.

    Você pode baixar esta atividade de português em modelo editável do Word, pronto para impressão em PDF e também a atividade respondida.



 

 

    Faça o download desta atividade em:

 

 

ESCOLA:                                             DATA:

PROF:                                                 TURMA:

NOME:      

 

Leia o texto abaixo com muita atenção:

Embaixo da ponte, sem número

Katia Calsavara

    O endereço das famílias R. e S. é um buraco que fica embaixo de um viaduto sem nome, ao lado da ponte da Casa Verde, na Zona Norte de São Paulo. Acredite se quiser: o buraco fica na própria estrutura do viaduto, como uma toca de tatu.

    Lá não entra luz do sol, e o chão é de terra batida. Luz elétrica, só à noite, quando os postes da rua são acesos. “Mas é melhor que morar na favela. Sonho com uma casa de verdade”, diz Juliana S., 12.

    Dentro do buraco, duas famílias dividem o espaço. De um lado da ponte, fica a família de Juliana, com sete pessoas. Do outro lado, a de Daniel R., 11, que vive com a mãe, os dois irmãos e mais cinco primos, que sempre ficam “hospedados” na “casa”.

    “Eu falo para os meus amigos que moro neste buraco. Vou esconder por quê? Mas eles dão risada de mim”, conta Jaqueline S., 9.

Rua é quintal

    Espaço para tanta gente não há. As crianças se amontoam para dormir em colchões espalhados pelo chão. Além das péssimas condições de higiene, elas correm risco ao brincarem numa área tão próxima à rua, onde os carros passam a mais de cem quilômetros por hora. O “quintal” delas é um gramado da marginal Tietê.

      Os meninos engraxam sapatos para ajudar nas despesas, ou então vendem panos de prato. “Tiro uns 30 reais às sextas-feiras. Engraxo lá no Bom Retiro”, conta Rafael. Para tomar banho, eles precisam esquentar água, que buscam em um posto perto da “casa”. “Eu tomo banho quando dá”, diz o garoto.

    Segundo pesquisa realizada pela Siurb (Secretaria de Infraestrutura Urbana), neste ano, cerca de 1480 famílias (ou 5600 pessoas) moram embaixo de viadutos em São Paulo.

(Fonte: Jornal “Folha de São Paulo”, 27 de out. 2001.).

 

Questões:

 

1) Qual é o assunto tratado na notícia?

 

2) As duas famílias, citadas na notícia, enfrentam diferentes problemas pelo fato de morarem em um buraco, localizado embaixo de um viaduto. Marque a alternativa que não apresenta um problema enfrentado por elas:

a) péssimas condições de higiene.

b) inundação provocada pela água da chuva.

c) risco de morte por atropelamento.

d) falta de luz solar.

 

3) Releia este trecho retirado da notícia:

“Eu falo para os meus amigos que moro neste buraco. Vou esconder por quê? Mas eles dão risada de mim, conta Jaqueline S., 9.”

A parte, acima sublinhada, no depoimento de Jaqueline, revela que os amigos dela são:

a) solidários                  

b) amáveis                  

c) preconceituosos                        

d) piedosos

 

4) Na frase “Além das péssimas condições de higiene, elas correm risco ao brincarem numa área tão próxima à rua (…)”, a palavra destacada refere-se a quem?

 

5) Ao colocar na notícia depoimentos das crianças que moram no buraco, debaixo de um viaduto em São Paulo, a repórter utiliza determinado sinal de pontuação. Qual sinal é esse? Para que ele foi empregado?

 

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

 

 

As respostas estão no link acima do cabeçalho.

 

 







2 Comentários para Interpretação de texto: Embaixo da ponte, sem número – 7º ano

  1. Tanya Tosta disse:

    Gostei,apesar de retratar a realidade de 2001,não mudou nada no cotidiano das pessoas,pelo contrário,está pior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *