Interpretação de texto: Como são feitos os dicionários? – 2º ou 3º ano do ensino médio

Interpretação de texto: Como são feitos os dicionários? - 2º ou 3º ano do ensino médio

    Atividade de interpretação de texto, proposta para alunos do 2º ou 3º ano do ensino médio, baseada no texto “Como são feitos os dicionários”. O objetivo é ensinar a compreensão leitora para que, futuramente, os estudantes utilizem melhor essa habilidade para realizar provas de vestibular, Enem e concursos públicos em geral. 

    Esta atividade de língua portuguesa está disponível para download em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.



 

 

    Baixe esta atividade de interpretação textual em:

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:   

 

ATIVIDADE DE COMPREENSÃO DE TEXTO

Como são feitos os dicionários?

1.O primeiro passo é preparar um grande inventário de palavras, usando como

2.material obras literárias, jornais, revistas, bulas de remédio, manuais técnicos e

3.praticamente tudo relacionado à língua corrente. É claro que o levantamento não

4.começa do zero, pois dicionários antigos também são utilizados para abastecer o

5.gigantesco arquivo. Milhões de palavras que aparecem nesse material são então

6.cadastradas com a ajuda de um leitor óptico, um tipo de scanner, que passa esses

7.dados para a memória de um computador. Novamente com o auxílio da

8.informática, o passo seguinte é cruzar as vezes que cada vocábulo surge,

9.descobrindo quais são os mais frequentes na língua e que efetivamente serão

10.publicados.
11.“Uma língua tem milhões de palavras, das quais apenas uma parte fará parte do

12.dicionário”, diz o lexicógrafo (autor de dicionários) Mauro de Salles Villar, diretor

13.do Instituto Antônio Houaiss, entidade responsável por um dos principais

14.dicionários da língua portuguesa, o Houaiss, que possui quase 230 mil verbetes.

15.Após serem definidas as palavras que entrarão na obra, é hora de preparar o texto

16.dos seus significados, além de pesquisar outras informações que podem

17.complementar os verbetes, como a origem do vocábulo e a data em que ele

18.passou a ser usado na língua. Todo esse trabalho pode levar anos ou até décadas

19.e, invariavelmente, envolve uma grande equipe de pesquisadores. O dicionário

20.Houaiss levou 15 anos para ser feito, contando com mais de 200 colaboradores e

21.lexicógrafos do Brasil e de outros países de língua portuguesa.

(adaptado de http://mundoestranho.abril.com.br/cultura/como-sao-feitos-os-dicionarios/)

 

1. Em relação à criação de um dicionário, podemos dizer que, segundo o texto:
a) é necessário ignorar os dicionários anteriores para realizar um bom trabalho.
b) não é preciso o auxílio da tecnologia para a pesquisa de palavras.
c) um dicionário, após ser concluído, deve ter pelo menos 230 mil verbetes.
d) um lexicógrafo não deve pesquisar palavras de outros dicionários.
e) um dicionário pode demorar muito tempo para ser terminado.

 

2. Analise as alternativas abaixo:
I – apenas uma parte da língua é dicionarizada.
II – o lexicógrafo Mauro de Salles Villar fez um dicionário sozinho.
III – o dicionário Houaiss tem exatamente 230 mil verbetes.

As alternativas que não condizem com as informações do texto são:
a) I.
b) II.
c) I e II.
d) II e III.
e) I, II e III.

 

3. Em relação ao primeiro parágrafo do texto, podemos dizer que:
a) faz um resgate histórico sobre criação de dicionários.
b) aborda o benefício da tecnologia para pesquisa de novas palavras.
c) apresenta etapas, em amplos traços, da criação de um dicionário.
d) valoriza as palavras mais utilizadas no meio jornalístico.
e) um dicionário prescinde de publicação das palavras mais frequentes.

 

4. Em relação ao primeiro parágrafo do texto, podemos dizer que:
a) faz um resgate histórico sobre criação de dicionários.
b) aborda o benefício da tecnologia para pesquisa de novas palavras.
c) apresenta etapas, em amplos traços, da criação de um dicionário.
d) valoriza as palavras mais utilizadas no meio jornalístico.
e) um dicionário prescinde de publicação das palavras mais frequentes.

 

5. Analise as alternativas a seguir:
I – inventário (linha 1)
II – corrente (linha 3)
III – zero (linha 4)
Se fizéssemos um verbete de dicionário para essas palavras, no contexto em que aparecem, quais significados textuais possíveis teríamos?
(    ) algo ou alguém que vem em primeiro lugar.
(    ) descrição detalhada de algo.
(    ) algo que flui e é aceito por muitos.

 

Por André Tarragô Martins – professor de ensino médio e fundamental de Língua Portuguesa e Mestre em Letras na área de Linguagem, Interação e Processos de Aprendizagem. Além disso, é músico e jornalista. Atua em pré-vestibulares, pré-concursos, aulas particulares, elaboração de provas de concursos e é criador de conteúdo para o Portal  www.acessaber.com.br.

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *