Interpretação de texto: A pessoa certa – 9º ano

Interpretação de texto: A pessoa certa - 9º ano

    Atividade de interpretação de texto, para alunos do nono ano do ensino fundamental. É uma crônica bem descontraída a respeito da idealização que construímos para encontrar a pessoa certa para um relacionamento. Professor, até você vai gostar de ler o texto com seus alunos!  😉  😉  😉

    Baixe esta atividade de português em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.



 

 

    Faça download desta atividade de língua portuguesa em:

 

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:

Martha Medeiros: A pessoa certa

    Algumas frases se propagam sem que saibamos quem é o verdadeiro autor. É o caso de Enquanto não surge o homem certo, vou me divertindo com os errados, que eu ouvi pela primeira vez num programa da Marília Gabriela ou será que li numa camiseta? Que a frase é espirituosa, nem se discute, mas é uma cilada: acreditar que existe a pessoa certa é a razão dos nossos problemas de relacionamento. Por que a gente insiste em acreditar em lendas?
    Essa entidade abstrata ─ a pessoa certa ─ é aquela que vai entender todas as suas manias, vai adivinhar quando você quiser ficar em silêncio, terá o corpo e a rosto que você idealizou em seus delírios românticos e a sua mãe ─ a sua, não dela ─ vai aprovar sua escolha assim que abrir a porta da sala de visita. Bastará uma rastreada com o olhar e logo ela piscará pra você como quem diz: agora sim.
    Agora sim o quê? Agora você pensa que encontrou alguém com quem não irá brigar jamais e que vai se encaixar com perfeição na sua ambiciosa procura pela pessoa certa, esta que (atenção, spoiler) não existe.
    A pessoa certa pra você é a errada. Lembra da pessoa errada?
    Morava no cafundó do Judas. Ria alto. Não entendia muito os filmes de que você gostava, mas fazia comentários deliciosos a respeito. Era muito mais velha que você. Ou muito mais jovem que você. Não parava em emprego algum e sua coleção de ex era preocupante. Que saudade da pessoa errada.
    Nunca acertou um único presente ─ mas lembrava de todas as datas. Depois de uma hora e meia ao telefone, queria falar um pouco mais e ficava triste se você sugeria que desligassem. Como amava você a pessoa errada.
    Não conhecia nenhum de seus amigos. Nem você os dela. Fumava demais. Ou bebia demais. Ou ambos. Mas nunca teve passagem pela polícia. A fissura por previsões astrológicas era meio exagerada, e já estava na hora de aprender a arrumar a bagunça que era seu apartamento, mas nunca deixou de sair do banho perfumada. E molhando o chão do quarto, claro. Era a incorreção mais bem-vinda para aquele seu momento de entressafra, não era?
    Até que surgiu a pessoa certa. Toda a família comemorou e os amigos respiraram aliviados: agora sim, você tinha alguém a sua altura, agora sim, você não precisaria mais passar por altos e baixos, agora sim, nunca mais um barraco, nenhuma surpresa. Agora sim, um casal padrão.
    Quase posso ver você, daqui a uns meses, usando uma camiseta que diz: “Enquanto não surge a pessoa errada, vou me entediando com as certinhas”.

(Adaptado de http://revistadonna.clicrbs.com.br/coluna/martha-medeiros-pessoa-certa/)

Responda

1) A autora do texto Martha Medeiros acredita que:
a) sempre existe a pessoa certa sem defeitos para começar um namoro.
b) existe uma pessoa certa para cada pessoa.
c) é possível namorar alguém sem brigar.
d) a pessoa certa é apenas uma idealização.
e) a pessoa errada jamais brigará com você.

 

2) A autora escreve sobre a pessoa que é supostamente concebida mentalmente pela imaginação, e outra pessoa que realmente existe na vida real em outro momento do texto. Marque os trechos que representam a pessoa certa de acordo com a autora:
I – Por que a gente insiste em acreditar em lendas? (linha 5)
II – Essa entidade abstrata ─ a pessoa certa ─ é aquela que vai entender todas as suas manias (…) (linha 6-7)
III – Não parava em emprego algum e sua coleção de ex era preocupante (…) (linha 17-18)
a) I, II e III
b) I e II.
c) I e III.
d) II.
e) III.

 

3) Quando a autora escreve que “A pessoa certa pra você é a errada”, significa, no presente contexto, que:
a) nos envolvemos com pessoas diferentes daquelas que imaginamos.
b) a pessoa certa aparecerá em sua vida a qualquer momento.
c) a pessoa errada tem mais defeitos do que você.
d) todo namoro não começa bem.
e) devemos nos envolver com pessoas imperfeitas como nós.

 

4) A partir da leitura do último parágrafo do texto, pode-se concluir que:
a) a frase da camiseta estimula a ficar coma pessoa certa.
b) namorar pessoas certas nos alegram.
c) namorar pessoas erradas nos entediam.
d) a pessoa que usa a camiseta namora a pessoa errada.
e) a frase de camiseta estimula a pessoa a ficar com a pessoa errada.

 

 

Por André Tarragô Martins – professor de ensino médio e fundamental de Língua Portuguesa e Mestre em Letras na área de Linguagem, Interação e Processos de Aprendizagem. Além disso, é músico e jornalista. Atua em pré-vestibulares, pré-concursos, aulas particulares, elaboração de provas de concursos e é criador de conteúdo para o Portal  www.acessaber.com.br.

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *