Atividade de português: Tempos e modos verbais – 2º ano do ensino médio

Atividade de língua portuguesa: Tempos e modos verbais - 2º ano do ensino médio

    Atividade de português sobre tempos e modos verbais para alunos do segundo ano do ensino médio. Para deixá-la mais interessante, foram colocados trechos da música “Amei te ver” do Tiago Iorc  e  “Pra sempre com você”  do Jorge & Mateus.  São questões de múltipla escolha e quatro para marcar como verdadeiro ou falso. Dê uma espiadinha! Muito obrigado pela visita!  Bom trabalho, educador(a)!   🙂      🙂     🙂 

    Esta atividade de língua portuguesa está disponível para download em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.



 

 

    Baixe este exercício de português em:

 

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:

Leia o seguinte fragmento para responder às questões 1, 2 e 3:

“Ah, quase ninguém vê
Quanto mais o tempo passa
Mais aumenta a graça em te viver (…)”
(https://www.letras.com.br/tiago-iorc/amei-te-ver)

Sim ! É aquela música com o refrão “(…)eu amei te ver!”   😎 

 

1) Os verbos do trecho da música estão no____________do indicativo, exceto o último verbo que está no_______________.
a) presente – infinitivo
b) pretérito imperfeito – gerúndio
c) presente – particípio
d) pretérito perfeito – gerúndio
e) pretérito perfeito – infinitivo

 

2) Se passássemos o primeiro verbo do trecho da música “ver” para, respectivamente, o pretérito perfeito e imperfeito, teríamos as formas:
a) viu – verá
b) via – viu
c) viu – vir
d) viu – ver
e) viu – via

 

3) Se o compositor da música tivesse criado o primeiro verso da seguinte forma,“Ah, quando ninguém vir”, estaria usando o verbo ver de forma__________________, pois está no_______________do subjuntivo:
a) incorreta – futuro
b) correta – futuro
c) correta – presente
d) incorreta – presente
e) incorreta – pretérito imperfeito
As questões a seguir não têm mais relação com o fragmento anterior:

 

4) Observe os verbos sublinhados nas frases abaixo.

I – “Essas falhas de arbitragem trouxeram à tona a discussão”.
II – “O auxiliar Marco acionará o árbitro”.
III – “A bola batia no travessão”.
IV – “A partida contra a Alemanha ficaria empatada por 2 a 2”.
V – “A partida estava empatada por 0 a 0”.

Os verbos que se encontram no mesmo modo e tempo verbal estão nas afirmativas:

a) I, II e III apenas.
b) III, IV e V apenas.
c) I, III e V apenas.
d) II e IV apenas.
e) III e V apenas.

 

5) Post falso alerta que Facebook pode cobrar por privacidade. Mensagens diz que a rede cobrará seis euros para manter dados privados. Facebook esclarece que a informação ‘não procede’.

(http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2013/05/post-falso-alerta-que-facebook-pode-cobrar-por-privacidade.html)

Conforme o trecho de uma notícia da internet, podemos concluir que:
a) A postagem ocorreu no exato momento em a notícia foi divulgada.
b) O verbo “alertar” reforça a ideia de futuro.
c) A maioria dos verbos está no pretérito perfeito do indicativo.
d) O jornalista utilizou principalmente verbos no presente do indicativo para um fato já ocorrido.
e) O jornalista utilizou verbos no presente do indicativo para marcar ação habitual.

 

6) Leia o seguinte fragmento da música de Jorge & Mateus para responder à questão 6:
“A gente se conheceu há pouco tempo
Mas a gente já está falando em casamento
Tô correndo um risco sério
De viver pra sempre com você”
(https://www.youtube.com/watch?v=VWRkQARH-9o)

A expressão “tô” é o verbo_______________na forma informal que está no______________do indicativo:
a) estar – pretérito.
b) estava – pretérito.
c) estou – presente.
d) estarei – futuro.
e) vou estar – futuro.

 

O texto abaixo refere-se da questão 7 à 10.

O Brutal Preconceito

    Eu completei 28 anos de jornalismo. Nestes anos todos, tive somente três causas obsessivas: o abrandamento da discriminação contra os negros, a atenuação da política que barra nas empresas privadas o ingresso de empregados com mais de 40 anos e a humanização dos presídios. Mesmo quando eu era exclusivamente cronista esportivo, defendia estas três causas com entusiasmo nos meus comentários, embora minha posição tivesse sido sempre isolada e sem repercussão.

(http://wp.clicrbs.com.br/paulosantana/2011/12/30/o-brutal-preconceito/?topo=13,1,1,,,13)

 

Marque V ( verdadeiro) ou F ( falso):

7) O jornalista utiliza o pretérito perfeito sobre seu tempo de profissão.(  )

8) O jornalista utiliza o pretérito perfeito para falar das três causas que defendia.(  )  

9) O jornalista utilizou o pretérito imperfeito para informar sua atuação como cronista esportivo.(  )

10) Quando tratava de assuntos esportivos, também defendia as causas mencionadas.(  )

 

 

Observação: Há uma grade para os alunos marcarem as respostas dessa avaliação nos anexos, professor(a)!

 

 

Por  André Tarragô Martins  –  professor de ensino médio e fundamental de Língua Portuguesa e Mestre em Letras na área de Linguagem, Interação e Processos de Aprendizagem. Além disso, é músico e jornalista. Atua em pré-vestibulares, pré-concursos, aulas particulares, elaboração de provas de concursos e é criador de conteúdo para o Portal www.acessaber.com.br.     

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *