Atividade de português: Sujeito indeterminado – 9º ano

Atividade de língua portuguesa: Sujeito indeterminado - 9º ano

    Atividade de português, dirigida aos estudantes do 9º ano, propõe o estudo do sujeito indeterminado, tomando-se como referência, trecho de obra escrito por Joseph Campbell. A atividade compõe-se de questões de múltipla escolha.

    Esta atividade de língua portuguesa está disponível para download em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.


 

 

    Faça o download desta atividade em: 

 

ESCOLA:                                                                                                                                             DATA:

PROF:                                                                                                                                                  TURMA:

NOME:

Leia:

    Dizem que o que todos procuramos é um sentido para a vida. Não penso que seja assim. Penso que o que estamos procurando é uma experiência de estar vivos, de modo que nossas experiências de vida, no plano puramente físico, tenham ressonância no interior do nosso ser e da nossa realidade mais íntimos, de modo que realmente sintamos o enlevo de estar vivos.

Joseph Campbell. O poder do mito. São Paulo: Palas Athena, 1990.

 

Questão 1 – Em “Penso que o que estamos procurando é uma experiência de estar vivos, de modo que nossas experiências de vida […]”, o termo indica uma:

a) causa

b) consequência

c) conclusão

d) finalidade

 

Questão 2 – Em “[…] de modo que realmente sintamos o enlevo de estar vivos.”, a expressão destacada poderia ser substituída por:

a) a importância

b) o encanto

c) o desafio

d) a complexidade

 

Questão 3 – Registra-se o emprego de sujeito indeterminado no seguinte trecho:

a) “Dizem que o que todos procuramos é um sentido para a vida.”

b) “Não penso que seja assim.”

c) “[…] o que estamos procurando é uma experiência de estar vivos […]”

d) “[…] tenham ressonância no interior do nosso ser […]

 

Questão 4 – Na passagem “[…] nossas experiências de vida, no plano puramente físico, tenham ressonância no interior do […]”, as vírgulas sinalizam:

a) uma omissão de termo da oração.

b) uma enumeração de características.

c) uma inserção de explicação.

d) uma inversão na ordem dos termos da oração.

 

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *