Interpretação de texto: Resenha de filme – 3º ano do ensino médio

Interpretação de texto: Resenha de filme - 3º ano do ensino médio

    Interpretação de texto, focada nos alunos do 3º ano do Ensino Médio, objetivando o estudo das características inerentes ao gênero “resenha de filme”. Trata-se de diversificadas atividades que possibilitam a análise do conteúdo temático, da estrutura, bem como dos recursos utilizados na construção da resenha do filme “Uma lição de vida”.

    Você pode baixar esta atividade de português em modelo editável do Word, pronta para imprimir em PDF e também a atividade respondida.


 

 

    Faça o download desta interpretação em:

 

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:      

 

Leia, com muita atenção, a resenha a seguir:

 Uma lição de vida                               Foto - A licao de vida

    Coprodução entre EUA, Quênia e Reino Unido, e dirigido por Justin Chadwick (Mandela: O Caminho para a Liberdade), Uma Lição de Vida promete emocionar com história verídica.

    Num vilarejo do Quênia, Maruge (Oliver Litondo) ouve no rádio o anúncio da educação gratuita para todos. Não tendo tido oportunidade de estudar no passado, o senhor de 84 anos – um veterano da tribo Mau Mau que lutou para libertar o Quênia dos ingleses –  bate à porta da escola primária e espera uma chance de poder aprender a ler. Rejeitado de início, Maruge não desiste: já de uniforme escolar e uma pequena bolsa a tiracolo, volta a pedir por uma vaga e insiste até ser aceito pela professora Jane (Naomie Harris). Em meio a lembranças do doloroso passado, Maruge tem de enfrentar a revolta e as ameaças das autoridades, dos moradores da região e dos pais dos alunos, inconformados por um idoso ter sido aceito em uma classe de crianças de seis anos de idade.

    A despeito da péssima escolha do título em português – seria mais interessante um que se aproximasse do original, The First Grader –, o longa nos brinda com uma trama de superação que, para nosso alívio, está bem distante da fórmula “autoajuda para assistir”.

    Muito poderia ser dito acerca das belezas deste filme. Seja com relação à trama tocante, sem jamais escorregar no sentimentalismo piegas; ou então sobre os belíssimos planos fechados, capazes de causar sensações as mais diversas e que exprimem mais que palavras. Prefiro, no entanto, dar ênfase à força dos personagens e à entrega dos atores, aspectos capazes de arrepiar o espectador. Os protagonistas – o idoso Maruge e a professora Jane – colocam a determinação como base para se operar mudanças e apontam a educação como a ferramenta principal para isso.

    Através de flashbacks bem situados, adentramos o passado de Maruge e somos confrontados com a chocante realidade da luta pela liberdade da ex-colônia britânica. A crueldade extrema e as condições mais desumanas foi o que Maruge encontrou nos campos de detenção na década de 50, após ter tido sua esposa e filhos cruelmente assassinados. Veio a liberdade para o Quênia, a vida continuou. O passado, porém, nunca foi de todo extinto e permanece como uma ferida que dói, além de uma dívida histórica.

    Uma Lição de Vida é a história de uma luta que atravessa gerações. A luta de Maronge para superar seu passado, ir à escola e aprender a ler; a luta de Jane pelo amor à educação; a luta diária das crianças em face das condições precárias da escola, em que cinco alunos dividem uma carteira e tantos outros estudam sentados no chão. Mas também, trata-se de uma inspiradora história de conquista, portadora de uma verdade incontestável: “o aprendizado só termina quando tivermos terra nos ouvidos”.

Ficha Técnica

Uma Lição de Vida (The First Grader) – 104 min.                                

EUA / Quênia / Reino Unido – 2010

Direção: Justin Chadwick

Roteiro: Ann Peacock

Elenco: Naomie Harris, Oliver Litondo, Tony Kgoroge, Vusi Kunene, Alfred Munyua, Shoki Mokgapa.

Aline T.K.M. Disponível em: <http://www.cinemanarede.com>.

 

Questões:

1. A partir da leitura da resenha, preencha o quadro a seguir:

Autor (a) da resenha

 

Objeto resenhado

 

Suporte da resenha

 

Objetivo de quem a produziu

 

 

 

Público a que se destina

 

 

 

2. A resenha apresenta um resumo do filme e comentários da autora sobre esse filme. Circule os trechos que resumem o enredo do filme e grife os trechos que apresentam comentários da autora sobre o objeto resenhado.

 

 

3. Identifique a crítica negativa feita pela autora da resenha acerca do filme:

 

 

 4. Identifique a alternativa em que a palavra sublinhada foi corretamente interpretada nos colchetes:

a) “A despeito da péssima escolha do título em português…”. [com relação à]

b) “… sem jamais escorregar no sentimentalismo piegas…”. [apelativo]

c) “… a luta diária das crianças em face das condições precárias da escola…” [adequadas]

d) “… portadora de uma verdade incontestável…”. [inquietante]

 

5. Releia este trecho:

“O passado, porém, nunca foi de todo extinto e permanece como uma ferida que dói, além de uma dívida histórica.”

O sentido do conectivo em destaque ficará alterado sensivelmente se for substituído por:

a) no entanto

b) entretanto

c) contudo

d) por isso

 

6. Releia as informações contidas na parte “Ficha técnica”. Em seguida, identifique a finalidade de elas serem apresentadas:

 

 

7. Transcreva da resenha um exemplo de emprego da vírgula para:

a) realizar a inversão na ordem de termos:

 

 

b) realizar a inserção de termos:

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

 

 

As respostas estão no link acima do cabeçalho.

 

 






2 Comentários para Interpretação de texto: Resenha de filme – 3º ano do ensino médio

  1. Laura Santos disse:

    Muito rica a abordagem do gênero resenha! Fiquei encantada, também, com a história do filme!

  2. Márcio Gomes de Souza disse:

    As questões propostas oportunizam a abordagem adequada do gênero “resenha”.Gostei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *