Interpretação de texto: O conto da mentira – 6º ano

Interpretação de texto: O conto da mentira - 6º ano

    Interpretação de texto, “O conto da mentira”, escrito por Rogério Augusto. A atividade dirige-se aos estudantes do 6º ano.

    Você pode fazer o download desta atividade de português em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.


 

 

    Baixe esta interpretação de texto em:

 

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:      

Leia:

O conto da mentira

Rogério Augusto

    Todo dia Felipe inventava uma mentira. “Mãe, a vovó tá no telefone!”. A mãe largava a louça na pia e corria até a sala. Encontrava o telefone mudo.

    O garoto havia inventado morte do cachorro, nota dez em matemática, gol de cabeça em campeonato de rua. A mãe tentava assustá-lo: “Seu nariz vai ficar igual ao do Pinóquio!”. Felipe ria na cara dela: “Quem tá mentindo é você! Não existe ninguém de madeira!”.

    O pai de Felipe também conversava com ele: “Um dia você contará uma verdade e ninguém acreditará!”. Felipe ficava pensativo. Mas no dia seguinte…

    Então, aconteceu o que seu pai alertara. Felipe assistia a um programa na TV. A apresentadora ligou para o número do telefone da casa dele. Felipe tinha sido sorteado. O prêmio era uma bicicleta: “É verdade, mãe! A moça quer falar com você no telefone pra combinar a entrega da bicicleta. É verdade!”. 

    A mãe de Felipe fingiu não ouvir. Continuou preparando o jantar em silêncio. Resultado: Felipe deixou de ganhar o prêmio. Então, ele começou a reduzir suas mentiras. Até que um dia deixou de contá-las. Bem, Felipe cresceu e tornou-se um escritor. Voltou a criar histórias. Agora, sem culpa e sem medo. No momento está escrevendo um conto. É a história de um menino que deixa de ganhar uma bicicleta porque mentia…

 

Questão 1 – Identifique a ordem dos acontecimentos no conto:

(    ) Felipe utiliza a criação de histórias como uma ferramenta profissional.

(    ) O pai do garoto o alerta quanto às consequências do ato de mentir.

(    ) Felipe deixa de ganhar a bicicleta do programa de televisão.

(    ) Felipe conta inúmeras mentiras em casa.

A sequência correta é:

a) 1, 2, 3, 4.

b) 4, 2, 3, 1.

c) 4, 3, 1, 2.

d) 2, 1, 4, 3.

 

Questão 2 – O que motivou Felipe a reduzir as suas mentiras?

 

 

 Questão 3 – Releia:

“Voltou a criar histórias. Agora, sem culpa e sem medo.”

Explique por que, agora, Felipe não se sente culpado e com medo de contar mentiras:

 

 

 

Questão 4 – Justifique o emprego das aspas no conto:

 

 

Questão 5 – Identifique os referentes das palavras sublinhadas:

a) “A mãe tentava assustá-lo […]”.

 

b) “Felipe ria na cara dela […]”.

 

c) “A moça quer falar com você no telefone pra combinar a entrega da bicicleta.”.

 

d) “Até que um dia deixou de contá-las.”.

 

 

Questão 6 – Percebe-se traço da informalidade em:

a) “Quem tá mentindo é você! Não existe ninguém de madeira!”.

b) “Então, aconteceu o que seu pai alertara.”.

c) “Continuou preparando o jantar em silêncio.”.

d) “É a história de um menino que deixa de ganhar uma bicicleta porque mentia…”.

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

 

 

As respostas estão no link acima do cabeçalho.

 






3 Comentários para Interpretação de texto: O conto da mentira – 6º ano

  1. Bárbara Barbosa dos Santos disse:

    Gostei!

  2. slslkflskf disse:

    É muito difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *