Interpretação de texto: Conheça uma espécie de libélula ameaçada – 7º ano

Interpretação de texto: Conheça uma espécie de libélula ameaçada - 7º ano

    Interpretação de texto do gênero notícia, intitulada”Conheça uma espécie de libélula ameaçada”, direcionada aos alunos do 7º ano.

    Você pode baixar esta atividade de português em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.


 

 

 

 

    Faça o download desta interpretação em:

 

 

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:      

 

Leia esta notícia:

Conheça uma espécie de libélula ameaçada

                                                                                                                              libélula - fonte

    Elas voam depressa e de um jeito que sempre chama atenção. Para quem gosta de observá-las, sentar à beira de um laguinho ou de um riacho e fixar os olhos no espelho d’água é uma dica e tanto: pode apostar que as libélulas virão!

    As libélulas apresentam cores e tamanhos variados, têm o hábito de fazer voos  rasantes sobre a água. Será que fazem isso para se refrescar? Que nada! Esse é um costume das fêmeas, que batem com o final do corpo – o abdome – na água.

    Pois bem, as larvas das libélulas são exclusivamente aquáticas, então, quando a fêmea encosta o abdome na água, ela está liberando seus ovos, que depois de algum tempo vão eclodir, liberando as larvas.

    Alguns grupos de libélulas colocam os ovos em locais diferenciados, como a Leptagrion acutum, cujas larvas se desenvolvem na água acumulada em bromélias da Mata Atlântica. Essa espécie tem um abdome considerado longo, de aproximadamente 4,5 centímetros.

    Há muito tempo a Leptagrion acutum não era encontrada. Imagine você que, por 40 anos, não houve registro de sua observação por um pesquisador.

    Mas, em 2005, ela foi reencontrada na Reserva Biológica de Córrego Grande, no Norte do Espírito Santo, onde os pesquisadores observaram apenas dois machos e 16 fêmeas. Essa reserva fica em Conceição da Barra, mesma cidade da primeira observação.

Disponível em: <http://www.otempo.com.br>

 

Questões:

 

1) Releia:

Conheça uma espécie de libélula ameaçada”

Agora, identifique a ideia expressa pela palavra destacada, bem como o objetivo da notícia:

 

 

2) Leia o que se afirma sobre a libélula:

I. As larvas, oriundas dos ovos das libélulas, são predominantemente aquáticas.

II. Leptagrion acutum é o nome científico para alguns grupos específicos de libélulas.

III. A presença da Leptagrion acutum, no Norte do Espírito Santo, é um sinal de que a espécie não se encontra mais tão ameaçada de extinção.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) I

b) II

c) I e II

d) II e III

 

3) Identifique o trecho que evidencia a fala direta do autor com o (a) leitor (a):

a) “Elas voam depressa e de um jeito que sempre chama atenção.”.

b) “As libélulas apresentam cores e tamanhos variados […]”.

c) “Imagine você que, por 40 anos, não houve registro de sua observação por um pesquisador.”.

d) “Essa espécie tem um abdome considerado longo, de aproximadamente 4,5 centímetros.”.

 

4) Observe esta passagem do texto:

“As libélulas apresentam cores e tamanhos variados, têm o hábito de fazer voos  rasantes sobre a água.”

a) Identifique a que se refere o verbo destacado.

 

b) Explique o porquê do acento circunflexo no verbo destacado.

 

 

5) Analise a palavra-chave do texto, isto é, a palavra principal, “libélula”. Em seguida, assinale a alternativa que contém palavras que são acentuadas pela mesma razão que ela:

a) água e hábito.

b) Atlântica e fêmea.

c) bromélias e Espírito.

d) aquáticas e Córrego.

 

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

 

 

As respostas estão no link acima do cabeçalho.

 

 

 






Um comentário para Interpretação de texto: Conheça uma espécie de libélula ameaçada – 7º ano

  1. Mário Campos disse:

    Muito pertinentes as questões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *