Atividade de português: Tempo Verbal – Pretérito – 2º ano do ensino médio

Atividade de língua portuguesa: Tempo Verbal - Pretérito - 2º ano do ensino médio

    Atividade de Português, indicada aos estudantes do 2º ano do Ensino Médio, propõe o estudo do tempo pretérito, empregado na construção do texto que nos explica sobre a espiral de Arquimedes

    Você pode baixar esta atividade de língua portuguesa em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.


 

    Faça o download desta atividade em:

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:   

Leia:

A espiral de Arquimedes

    A cada ano, o Nilo tinha enchentes e, quando as águas voltavam ao normal, os agricultores aravam os seus campos e faziam o plantio. O sol era tão quente e o vale do Nilo tão fértil, que os agricultores conseguiam duas ou três colheitas por ano.

    Mas a água era um problema. Durante meses, não havia chuva e os agricultores tinham de carregar manualmente a água necessária, balde a balde, do rio para os seus campos.

    Arquimedes observou durante muito tempo o que eles faziam, e pensou que deveria haver uma maneira melhor de executar esse trabalho. Fez planos e diagramas. Procurou um carpinteiro e explicou-lhe o que queria. O carpinteiro sacudiu a cabeça, pois nunca tinha visto nada semelhante, mas executou o plano de Arquimedes.

    O que ele construiu foi chamado de “espiral de Arquimedes”, e funcionava mais ou menos assim: uma espiral de madeira, parecida com saca-rolha, encaixava-se em um estojo de forma cilíndrica. A ponta da espiral era colocada na água e a parte de cima ficava sobre a terra. Havia uma manivela na parte superior do instrumento que, acionada, fazia a espiral girar. Enquanto era mantida na água no ângulo adequado, ao girar, elevava a água, que passava sucessivamente de uma espiral a outra, subindo. Assim, a água do Nilo fluía sobre a terra, nos campos.

    Passados mais de dois mil anos, os agricultores do Egito ainda usam esse instrumento para irrigar os campos.

  Jeanne Bendick. Arquimedes – uma porta para a ciência.  

São Paulo: Odysseus, 2002.

 

Questão 1 – O texto apresenta finalidade:

a) jornalística

b) didática

c) publicitária

d) científica

 

Questão 2 – No trecho “Passados mais de dois mil anos, os agricultores do Egito ainda usam esse instrumento para irrigar os campos.”, a parte destacada substitui, considerando-se o contexto:

 

Questão 3 – “A cada ano, o Nilo tinha enchentes e, quando as águas voltavam ao normal, os agricultores aravam os seus campos e faziam o plantio.”

a) Identifique os verbos presentes no segmento acima:

 

b) Essas formas verbais indicam ações:

(     ) iniciadas no passado e que continuam no momento atual.

(     ) habituais no passado.

(     ) concluídas no passado.

(     ) anteriores a outra ação passada.

 

c) Assinale o tempo em que se encontram os referidos verbos:

(     ) pretérito perfeito

(     ) pretérito imperfeito

(     ) pretérito mais que perfeito

 

Questão 4 – Em “Arquimedes observou durante muito tempo o que eles faziam, e pensou que deveria haver uma maneira melhor de executar esse trabalho.”, os verbos sublinhados indicam ações ocorridas sob as mesmas circunstâncias temporais? Explique:

  

Questão 5 – Em “Durante meses, não havia chuva e os agricultores tinham de carregar manualmente a água necessária, balde a balde, do rio para os seus campos.”, a forma verbal grifada exprime:

a) um desejo

b) uma sugestão

c) uma obrigação

d) uma promessa

 

Questão 6 – A expressão “espiral de Arquimedes” foi colocada entre aspas porque:

a) consiste em uma citação de autoria alheia.

b) indica um termo utilizado pela ciência.

c) é o assunto do texto.

d) designa um conceito pouco conhecido.

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

As respostas estão no link acima do cabeçalho.






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *