Atividade de português: Conjunções – 1º ano do ensino médio

Atividade de língua portuguesa: Conjunções - 1º ano do ensino médio

    Atividade de português solicita, aos alunos do 1º ano do Ensino Médio, a reescrita de um artigo de opinião, por meio do encaixe adequado das conjunções, embaralhadas propositalmente. Nesse contexto, trabalha-se a noção de coerência e coesão textual. 

    Você pode baixar esta atividade de língua portuguesa em modelo editável do Word, pronta para impressão em PDF e também a atividade respondida.


 

 

    Faça o download desta atividade em:

 

ESCOLA:                                                          DATA:

PROF:                                                              TURMA:

NOME:   

Atividade: As conjunções, destacadas no artigo de opinião a seguir, foram embaralhadas. Reescreva-o, encaixando-as no lugar adequado e fazendo as alterações necessárias para dar sentido ao texto:

    […] O século XX foi responsável pelo aparecimento de uma nova espécie: os escravos da cultura. O mundo se livrou do nazismo, do fascismo e até do comunismo, enquanto, formas variadas de um microfascismo proliferam e se manifestam sob a forma de racismo, xenofobia, etnocentrismo, exaltação de credos fundamentalistas, opressão de minorias raciais… A cultura não pode se esgotar nos conhecimentos tecnocientíficos, e deve ter um embasamento histórico, filosófico, social, artístico e religioso.

    As sociedades organizadas estão perplexas, entretanto o vazio das ideias, ao lado do progresso técnico acelerado, vai gerando uma cultura desacelerada… Mas, a atitude solidária e a ação de ajuda não estão incorporadas ao repertório comportamental do homem moderno…

    Jogadores de futebol e pugilistas ganham milhões. Enfim, produtores do conhecimento e cultura mal conseguem sobreviver.

    Para fechar, eu diria que enfrentar a barbárie é uma espécie de luta inglória. É aquela travada contra a falta de ideias. Para Schiller, contra a estupidez até os deuses lutam em vão.

Wilson Luiz Sanvito. In: Jornal da Tarde, p.4. 18 de abril de 1998.

 

 

Por Denyse Lage Fonseca – Graduada em Letras e especialista em educação a distância.

As respostas estão no link acima do cabeçalho.







Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *